Definition of Ready

4837626192_d4f1c83ff6

Quando um desenvolvedor vai iniciar o trabalho em uma funcionalidade, ele precisa ter informações mínimas para que este trabalho seja bem sucedido. Entender o que o cliente deseja alcançar na funcionalidade, conhecer o contexto de negócio envolvido, entre outras.

Estas informações são chamadas de “definition of ready” ou “definição de pronto para trabalhar”.

Considere que você tem uma demanda do cliente. Qual a quantidade mínima de informação necessária para dizer que ela pode ser colocada no seu “a fazer”, sendo priorizada?

Veja exemplos de perguntas que devem ser respondidas:

Quem? É importante que esteja identificado a persona que vai utilizar o recurso que está sendo desenvolvido;

O quê? Uma breve descrição do que deve ser desenvolvido;

Por quê? Se o desenvolvedor entender porque determinado recurso foi solicitado a sua chance de desenvolver software aderente as necessidades do cliente serão bem maiores;

Como? Talvez esta seja uma das informações mais importantes. O desenvolvedor precisa saber como será utilizada funcionalidade que está sendo desenvolvida. Ele precisa saber quais são os critérios de aceitação. Este link pode ajudar.

Estimativa: É interessante que só sejam iniciadas tarefas que já foram estimadas pelo time, isto para evitar que os desenvolvedores trabalhem em épicos.

Estas informações se relacionam a capacidade do time de entender o que o cliente busca, melhorando a escrita das demandas, seja com as perguntas “Quem, O que, Por quê, Como”, seja com protótipos de papel e outras técnicas que ajudem os 3Cs (um Cartão que gera Conversas que vão gerar Confirmações).

Existem outras dicas para se seguir, como o modelo INVEST, mas isto é assunto para outro post.

Anúncios

Um comentário sobre “Definition of Ready

  1. De fato, tal atividade é crucial. Infelizmente há no mercado “profissionais” que trabalham sem nenhuma informação a respeito das regras de negócio do cliente e ainda insistem em dizer que a entega do produto final irá satisfazer os requisitos do mesmo. Compartilhando o que eu aprendi (na teoria e na prática): procure levantar requisitos com o cliente mas leve em consideração que nem tudo o que for requisito será usado 100% ou mesmo será aplicado no projeto. Acho legal reuniões constantes, pré-determinadas com o cliente para sempre esclarecer (e corrigir) as informações sobre o desenvolvimento…. Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s